quarta-feira , 22 novembro 2017

Home » Fotos » Em Plenário, André Figueiredo defende renovação de outorgas para rádios comunitárias

Em Plenário, André Figueiredo defende renovação de outorgas para rádios comunitárias

22 fevereiro, 2017 - 5:02 Categoria: Fotos, Notícias, Vídeos A+ / A-

Em defesa de uma comunicação democrática, o deputado federal André Figueiredo falou ontem na tribuna sobre a Medida Provisória 747/16, que modifica regras de renovação de outorgas das emissoras de radiodifusão e reabre prazos para regularização dos processos já vencidos. Aprovada no Plenário, a medida incluiu emenda do deputado André em Comissão Mista que discutiu o tema, permitindo a reabertura de prazos para renovação de outorgas também para rádios comunitárias. O texto original da MP contemplava apenas emissoras comerciais e educativas.

Entretanto, a redação escolhida pelo relator – separando a anistia das rádios comerciais e das rádios comunitárias em artigos diferentes da lei – criou o risco do veto presidencial. Durante votação no plenário da Câmara, André Figueiredo propôs reunir a anistia para todas as modalidades de emissoras em um só artigo, mas a proposta foi rejeitada por 184 a 160 votos.

André Figueiredo alerta para a importância das rádios comunitárias se mobilizarem para pressionar o governo a manter a anistia. Mais de 1300 rádios comunitárias de todo o país podem ser beneficiadas com a renovação de outorgas.

“Essa medida é extremamente importante para a radiodifusão no Brasil. Enquanto ministro das Comunicações, avançamos na construção de alternativas para demandas do setor, mas infelizmente não tivemos tempo de encaminhar o texto dessa MP ao Congresso Nacional. No entanto, essa reformulação feita retira do texto qualquer menção a benefícios estendidos também a rádios comunitárias. O Ministério das Comunicações resolveu fazer uma caça às bruxas especificamente as rádios comunitárias com prazos vencidos. Está muito claro que não querem qualquer instrumento de democratização dos meios de comunicação”, alertou.

O parlamentar ainda relembrou o lançamento do Plano Nacional de Outorgas, demanda antiga de radiodifusão, que incluiu a concessão de rádios comunitárias também em comunidades tradicionais. “Esse Plano foi engavetado sem qualquer justificativa pelo atual governo. Corremos um grande risco agora de veto presidencial ao colocarmos a inclusão das rádios comunitárias no texto em parágrafos distintos. Precisamos democratizar os meios de comunicação e fortalecer a radiodifusão como um todo, garantindo uma política inclusiva e não excludente”, disse.

Em Plenário, André Figueiredo defende renovação de outorgas para rádios comunitárias Reviewed by on . Em defesa de uma comunicação democrática, o deputado federal André Figueiredo falou ontem na tribuna sobre a Medida Provisória 747/16, que modifica regras de re Em defesa de uma comunicação democrática, o deputado federal André Figueiredo falou ontem na tribuna sobre a Medida Provisória 747/16, que modifica regras de re Rating: 0
Voltar ao Topo